© 2016 - IBERGRU, S.A.

  • Facebook - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle

BARRAGEM DE CAMBAMBE - ANGOLA

Em Dezembro de 2015 será concluída a obra de ampliação do Aproveitamento Hidroeléctrico de Cambambe, localizada no rio Kwanza a 180 kms a sudeste de Luanda - capital de Angola, a qual abastece, além de Luanda, as cidades de 

Ndalatando, Cacuaco, Malanje, Gabela, Porto Amboim e Sumbe. Beneficiando uma população de cerca de 8 milhões de pessoas, esta barragem transformar-se-á no maior centro de produção de energia eléctrica ao nível da bacia do Médio Kwanza.

Inaugurada a 6 de Outubro de 1963 pelo Almirante Américo Deus Rodrigues Thomaz, então Presidente da República Portuguesa, a central hidroeléctrica de Cambambe 

encontra-se em ampliação desde 2009 para um reforço da produção energética de 80%, num acréscimo total de 180MW para 960MW. 

Em 2014 foi certificada pelas normas ISO 9001, 14001 e 18001, tornando-se no primeiro projecto hidroeléctrico em África a obter tal reconhecimento.

Parte do projecto que se encontra a cargo da construtora brasileira Norberto Odebrecht consiste em elevar em 30 metros a altura total da barragem, aumentando a capacidade da albufeira de 2 para 5,5 Km2, permitindo que os quatro geradores existentes produzam 65 megawatts cada, ao invés dos actuais 45 megawatts.

Para ajudar a movimentar os mais de 65.000 metros cúbicos de betão necessários para aquela elevação, a Odebrecht adquiriu em 2012 duas gruas torre LINDEN-COMANSA modelo 21LC750 com capacidades de carga máxima de 48 toneladas, tendo ainda alugado uma grua torre LINDEN-COMANSA modelo 21LC400 com capacidade máxima de 18 toneladas à IBERGRU, representante exclusiva da Linden-Comansa em Angola.

A primeira 21LC750 situada na margem esquerda do Rio Kwanza, foi chumbada sobre um maciço especial de betão o qual, atenta a sua escassa largura, foi ancorado a uma rocha na encosta do leito do rio. Este equipamento foi montado com uma altura auto-estável de 78,8 metros, a máxima possível com tramos de torre de 2,5 metros de largura (14 tramos D36) e 80 metros de comprimento de lança.

Na margem direita, uma segunda 21LC750 foi montada com uma altura auto-estável de 87,2 metros, obtida através de 12 tramos de torre D36 - tal como a sua “irmã da margem esquerda - acrescida de 3 tramos de 5 metros D56 na sua base. Outro maciço especial de betão foi também ancorado na margem do rio para permitir que fosse montada sobre os pés chumbadores.

Após um ano e meio de trabalhos de betonarem e movimentação de carga, a primeira 21LC750 foi reposicionada em obra e substituída pela 21LC400 pertencente ao parque de aluguer da IBERGRU, tendo sido montada com uma altura auto-estável de 80 metros e um comprimento de lança de 70 metros. Este equipamento foi montado sobre a mesma estrutura chumbada por ocasião da anterior 21LC750, pelo que foi necessário incluir na sua composição 2 tramos de transição por forma a permitir a progressão da base chumbada de 4 metros para os tramos D33 com largura de apenas 2,5 metros.

A reposicionada 21LC750, encontra-se actualmente na central ou “casa de força”, cuja função principal tem sido a movimentação de aduelas com peso aproximado de 19 toneladas cada para os novos túneis de água, bem como dos equipamentos electromecânicos responsáveis pela produção de energia, nomeadamente turbinas e grupos de geradores.

A montagem e telescopagem da primeira 21LC750 foram executados pela equipa de Serviço de Assistência Técnica da Linden Comansa, enquanto que as montagens, telescopagens e demais serviços técnicos  foram confiados à IBERGRU.

A IBERGRU é o distribuidor oficial da LINDEN COMANSA em Portugal desde 2002. 

Em 2008, a empresa abriu instalações em Angola onde oferece serviços de aluguer, planeamento técnico e coordenação de todos os tipos de projectos de elevação.